Você está em:
ModaAmazônia e brasilidade na coleção de Fátima Scofield

Amazônia e brasilidade na coleção de Fátima Scofield

29 de abril de 2019 • 09:21
por Yuri Ribeiro

Hileia, denominação dada à imensa floresta equatorial amazônica pelo naturalista alemão Alexander von Humboldt e francês Aimé Bonpland, é o cenário que inspira a nova coleção de Verão 19/20 da Fátima Scofield assinada pelo estilista Daniel Corrêa e apresentada durante o Minas Trend – realizado na última semana.

A vontade de explorar a brasilidade se une ao desejo de reeditar os grandes sucessos da marca para dar vida a peças que trazem um novo olhar para o luxo, provado através de modelagens sofisticadas ilustradas por estampas que retratam a fauna e a flora em uma composição de cores extremamente vivas. 

Referências vindas do livro Pororoca - A Amazônia do Mar, de Paulo Herkenhoff, que registra a riqueza da Amazônia através de um olhar único, são aplicadas a estruturas inspiradas nos anos 50, como saias amplas e comprimento midi, e uma linha de alfaiataria formada por calças, blazers e trench coats. Tecidos estruturados como crepe e cetim, até mais fluidos como chiffon, são a base dos shapes de cinturas bem marcadas com jogo de volumes que harmonizam uma silhueta sofisticada.

Os drapeados feitos manualmente - trabalho que exige muitas horas de dedicação - são aplicados em diversas direções para apresentar propostas delicadas e elegantes que encantam aos olhos. Já os plissados aparecem em peças inteiras e os babados mais armados em forma espiral finalizam saias e vestidos.

Seja o primeiro a comentar

A moda sai de moda, o estilo jamais.

Coco Chanel