Você está em:
BelezaQueda dos fios: até que ponto é normal os cabelos caírem?

Queda dos fios: até que ponto é normal os cabelos caírem?

15 de março de 2019 • 11:03
por Yuri Ribeiro

De um modo geral, as pessoas estão se preocupando cada vez mais com os cabelos e um exemplo disso é o crescimento da indústria cosmética, que investe cada vez mais em produtos voltados para a beleza capilar, a fim de, oferecer cada vez mais opções para quem é adepto a esse tipo de consumo. São várias opções que prometem a deixar os cabelos mais bonitos e também mais saudáveis, afinal, brilho e maciez não é tudo, também é necessário ter cabelos resistentes e bem hidratados, não é mesmo?

Porém, mesmo que exista todo um cuidado, algumas pessoas não estão isentas de passar por alguns problemas, e quando menos esperam se deparam com uma grande quantidade de fios na escova ou na pia do banheiro. De acordo com especialistas, a queda de cabelo pode acontecer por vários fatores, às vezes é por carência de vitaminas no organismo ou até mesmo consequência de estresse, porém, se há histórico na família de pessoas calvas, é bem provável que outras gerações também passem por esse problema. De todo modo, qualquer sinal de perda exacerbada de fios é motivo para ficar em alerta, porque apenas um médico especialista pode dar um diagnóstico preciso e passar o tratamento adequado.

Existem alguns sinais que podem indicar uma alopecia androgenética, um dos tipos de calvície mais comum nas pessoas. Elas são caracterizadas pelas famosas entradas que surgem na cabeça. Segundo o cirurgião plástico especialista em transplante capilar, Dr. Alan Wells, essa alopecia acontece porque é estimulada pelo gene que pode vir tanto do pai quanto da mãe, ou seja, é hereditária. “É mais comum nos homens, pois, além de ser genético é estimulada pela testosterona, basicamente, o hormônio quando atinge a raiz do cabelo sofre uma ação de uma enzima e, então, o cabelo vai ficando mais fino, até sumir com o tempo”, explica.

Mesmo que inúmeros fatores possam influenciar a queda de cabelos, isso não significa exatamente que seja uma alopecia androgenética, porém, há outros tipos que também precisam de muita atenção, principalmente, porque podem indicar problemas de saúde.

“Nem toda queda de cabelo acontece pelo mesmo motivo, às vezes é por causa da genética, que é a calvície que a maioria das pessoas conhecem, mas a perda de fios pode ser também por motivos de má alimentação, por causa de algum trauma, mudança hormonal ou até mesmo pelo uso de produtos químicos. Na calvície comum, os cabelos não caem completamente, mas vão se miniaturizando e perdendo o volume, de todo modo, independente do motivo, uma queda exacerbada de fios merece uma consulta a um medico especialista para tratar devidamente”, detalha Wells.

Não há uma regra para os tratamentos contra a alopecia, pois, cada caso é muito especifico e é preciso avaliar todo o histórico do paciente. Normalmente quando diagnosticado de forma precoce, é possível fazer um tratamento clínico com medicações indicadas para cada caso, também podem variar de acordo com a adaptação do organismo do paciente. “Há também a possibilidade de realizar um transplante capilar, mas este procedimento é indicado apenas em casos de alopecia androgenética, pois, a cirurgia consiste em retirar folículos saudáveis do couro cabeludo do próprio paciente e inseri-los nas regiões que houve a queda”, explica o especialista.

Seja o primeiro a comentar

A moda sai de moda, o estilo jamais.

Coco Chanel